Arquivo Electrónico / O 25 de Abril para os mais novos

 

25 de Abril
Quase como um Conto de Fadas


   O meu avô adormeceu e a história ficou a meio.
   - Pai, não gosto do Inverno, entristece o coração dos dias e o sol desaparece logo.
   - Onde está agora o sol? Dentro do mar das montanhas? Em que país? Há lá meninos felizes como eu, como a Primavera, o dia, a praia, a liberdade?
   - Pai conta-me a história dos homens que pareciam cavalos que voavam no escuro, naquela madrugada em que eu nasci.
   Enrolei-me no corpo do meu pai como a noite se enrola, na terra, num xaile de erva sobre o prado, e o meu pai, comigo nos braços começou:
   - Ao romper do lindo sol, era uma vez um soldadinho.
   - Conta, pai, era uma vez, um, dois, três...
   - Há dez anos, era uma vez um menino soldado, muitos meninos soldados que quiseram acabar com a guerra e com o medo.
   - Pai, eu tenho dez anos como a história do soldadinho!
   - Os soldadinhos não queriam que os meninos como tu fossem à guerra daqui a dez anos.
pag3

Anterior | Índice | Seguinte