Caderno do CIEG nº 26

Martin Behaim (Martinho da Boémia): Factos, lendas e controvérsias de Jürgen Pohle, cadernos do cieg, n.º 26, CIEG/MinervaCoimbra, 2007.

A história de Martin Behaim (1459-1507) é um dos capítulos mais notáveis e, simultaneamente, mais enigmáticos no âmbito da história das relações luso-alemãs. Trata-se da história de um mercador de Nuremberga, que chegou em 1484 a Portugal, país onde virá a morrer 23 anos depois. As informações, que transmitiu à sua cidade natal sobre a expansão marítima portuguesa, conduziram a uma ocupação intelectual mais intensa com o espaço colonial português por parte dos humanistas alemães. Um dos documentos que provam esse crescente interesse alemão é o denominado Erdapfel de Behaim, ou seja, o globo terrestre mais antigo até hoje preservado, que foi construído no início dos anos 90 do século XV através das indicações do nuremburguês.
Martin Behaim é sobretudo uma figura histórica muito polémica. Os seus apologistas atribuíram-lhe alguns méritos (como, por exemplo, o de ser um grande descobridor e cosmógrafo), que fizeram correr muita tinta na investigação histórica nos últimos dois séculos. Misturaram-se em torno deste homem misterioso factos e lendas que distorceram a sua biografia e deixaram controvérsias não raras vezes duradouras. Mas qual o papel de Behaim na história dos Descobrimentos Portugueses?
O presente estudo lança, no ano do quinto centenário da morte de Martin Behaim, um olhar para a vida deste mercador e aventureiro alemão em terras portuguesas.

< voltar

     

Vorstellung | Mitglieder | Forschungsprojekte | Dissert.Veröffentlichungen
Reihe "Cadernos do CIEG" | Sammlung Minerva / CIEG

 

http://www.uc.pt/cieg

Centro subsidiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia no âmbito do Programa de Financiamento Plurianual de Unidades de I&D

WebMaster: Eng. Juliana Opitz
Coordenação: Prof.ª Doutora Maria Teresa Delgado Mingocho