Índice

Importância da Obra

A Época

História da Medusa

O Autor

O Quadro

Outras Obras

Página Inicial

      A Importância da Obra

     A "Jangada da Medusa" marcou uma época. As suas repercussões abalaram a sociedade francesa do século XIX e o quadro chegou aos nossos dias como uma obra prima. Afinal, porque é este quadro tão importante?

          O Humanismo e a luta pela sobrevivência

     No pós-Revolução francesa exaltavam-se os valores da liberdade, da igualdade e da fraternidade entre os homens. Era o apogeu das teorias sobre o progresso e a humanidade. O episódio retratado pela "Jangada da Medusa" deita por terra muitas destas teorias. As tentativas desesperadas pela sobrevivência trouxeram à tona os aspectos mais negativos do Homem - egoísmo, assassínios, canibalismo...

          Implicações políticas

      Depois da queda de Napoleão, a dinastia dos Bourbons havia regressado ao trono francês, em 1814. O naufrágio da fragata "Medusa" veio abalar um regime em busca de estabilidade e consenso político. Ao leme do navio estava um capitão que havia sido nomeado não pela sua experiência marítima, mas por razões políticas. Um erro de navegação motivou a tragédia. O escândalo abalou a sociedade francesa e, como consequência, o ministro responsável e 200 oficiais foram demitidos.

          Um expoente do Romantismo

     O autor da "Jangada da Medusa", Théodore Géricault, tem uma influência determinante no desenvolvimento do Romantismo, no panorama artístico da França do século XIX. A obra transporta a emotividade desta corrente estética. A lividez idealizada dos cadáveres, a evocação do presente histórico da nação, a monumentalidade e o retrato épico perpassam o quadro.

 



início de página